Regina Dovale é pré-candidata a prefeita de Bataguassu

0
326

A ex-presidente da Câmara de Vereadores de Bataguassu, Regina Dovale, é um dos nomes cotados na disputa interna do PSDB local para concorrer à sucessão do atual prefeito Pedro Caravina nas eleições municipais.

Dona de um currículo invejável, Regina (45 anos) atua há 13 anos na vida pública. Ela já esteve como diretora da Escola Estadual “Peri Martins” e na administração Caravina foi secretária municipal de Educação e Cultura; secretária municipal de Assistência Social e atualmente é chefe do Núcleo Municipal de Turismo.

Formada em Ciências Biológicas, Regina terá, segundo analistas políticos, uma responsabilidade muito grande caso o seu nome seja homologado na convenção do PSDB local e venha a ser eleita, uma vez que sucederá um prefeito com gestão de excelência, um dos mais bem avaliados no País.

Regina exerceu o cargo de vereadora por dois mandatos e esteve como presidente da Câmara nos anos de 2013 a 2014.

Na época, entre suas principais reivindicações concretizadas está a construção da Ciclovia do Laticínio Vale do Pardo, obra desenvolvida pelo Governo do Estado por articulação da então vereadora em parceria com o chefe do Executivo [prefeito Caravina].

A construção da sede própria da Câmara de Vereadores também foi articulada a partir da gestão de Regina como presidente da Casa de Leis. Foram utilizados na época para a construção R$ 970 mil – recursos estes do duodécimo do legislativo (recursos devolvidos pela Câmara ao Executivo) economizados durante a presidência da vereadora.

No que se refere a emendas parlamentares, Regina conquistou R$ 655 mil revertidos em benfeitorias para as áreas da educação, saúde e lazer do município.

“Estou trabalhando para dar sequência na administração do Caravina. Há mais de 13 anos, venho acompanhando e apoiando o trabalho do nosso atual gestor e o objetivo é que Bataguassu continue em desenvolvimento”, destaca a pré-candidata.

Com um bom trânsito nas esferas municipais e ter amplo contato com a bancada parlamentar, a pré-candidata acredita que conseguirá avançar ainda mais se eleita prefeita do município.

“O diálogo e o respeito entre os poderes são necessários. O próximo gestor público irá enfrentar um cenário de pós pandemia da Covid-19 em que buscar o apoio das bancadas parlamentares atrás de recursos será de extrema importância para dar sequência as ações municipais”, sugere.

Comentários