Como parar de roer unhas: 8 dicas para acabar com o costume

0
222

Segundo a dermatologista Carolina Alcântara (CRM/PR 31022), o hábito de roer unhas surge por alterações e distúrbios emocionais, componentes genéticos ou como sinal de uma personalidade perfeccionista. Na infância, pode prejudicar a dentição e, em adultos, as piores consequências são nas próprias unhas, como infecções nas cutículas e deformidades pelo trauma repetitivo. Acompanhe, a seguir, várias técnicas de como parar de roer unhas:

1. Preste atenção aos gatilhos

A dermatologista explica que o ato “pode ser uma manifestação de ansiedade, medo ou insegurança. Muitos começam a roer as unhas quando estão concentrados em uma atividade ou tarefa difícil.” Você rói as unhas para relaxar ou descarregar as tensões? Esteja atenta à causa do problema: quando você a descobre, fica muito mais fácil lidar com ele, seja sozinha ou com ajuda profissional.

2. Use esmalte ou base

“Estar com as unhas feitas, esmaltadas, é um truque antigo, mas que muitas vezes funciona. Ao ver as unhas bonitas e bem feitas, a vontade de roê-las diminui”, comenta Carolina. Esse sentimento vai aumentar mais ainda se você for à manicure, porque não vai querer jogar dinheiro fora, não é mesmo? Caso faça as unhas em casa, não vai querer perder o tempo investido nelas também.

3. Mantenha as unhas sempre lixadas

Segundo a dermatologista, estudos recentes da psiquiatria apontam que o hábito de roer as unhas está ligado a uma personalidade perfeccionista. Você sente aquela vontade incontrolável de roer “só os cantinhos”? Isso não vai ocorrer se as unhas estiverem sempre lixadas e sem “lasquinhas” chamando a sua atenção. Não tenha pressa para que as unhas cresçam logo: nesse momento, o importante é seguir as dicas e parar de roê-las.

4. Use produtos com gosto ruim

Carolina comenta que existem esmaltes específicos para quem quer abandonar o hábito de roer as unhas. “Esses produtos têm gosto muito desagradável. Quando a unha é colocada na boca, é imediatamente retirada em função do gosto ruim. Isso lembra o paciente que ele está tentando parar de roer. Eu particularmente indico bastante o Ecrinal esmalte amargo”, acrescenta a dermatologista.

5. Use esmaltes coloridos

Se você usar e abusar dos esmaltes de cores mais intensas, qualquer “lascadinha” vai parecer um desastre. Essa é uma ótima estratégia para evitar levar os dedos à boca e, ainda, ficar olhando para as mãos orgulhosa por estar com as unhas bem feitas.

6. Hidrate as mãos

Já mencionamos aquela “pelinha” que pode ser irresistível de tirar com a boca. É nesse momento que uma mão bem hidratada pode fazer a diferença e ser a solução. Os hidratantes ajudam a combater o ressecamento das cutículas e, consequentemente, a diminuir o seu impulso de roer as unhas.

7. Tenha comprometimento

Quando se trata de parar de roer as unhas, é importante confiar em si. Leve a decisão a sério e conte para as pessoas próximas, que podem te ajudar a se policiar. Caso tenha uma recaída, não desanime. Acredite que você consegue!

8. Combata a ansiedade

Roer as unhas está diretamente relacionado com a ansiedade. A dermatologista aponta que, caso as outras estratégias não funcionem, as medicações para controle da ansiedade podem ajudar. Carolina acrescenta: “como na grande maioria das vezes existe o gatilho emocional, a terapia cognitivo-comportamental é fundamental e pode ajudar no diagnóstico e tratamento de problemas mais graves, como a depressão.”

São tantos os prejuízos do hábito de roer as unhas – e tantas as soluções disponíveis – que vale a pena testar algumas técnicas que te ajudem a parar com ele, não é mesmo? Aproveite e veja também dicas para manter as unhas perfeitas. Isso fará toda a diferença quando elas estiverem crescendo novamente!

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo.

Comentários