Dono de rancho é autuado pela PMA de Bataguassu por desmatamento de matas ciliares

0
458
PMA/Divulgação

Durante fiscalização ambiental na zona rural do município, policiais da PMA (Polícia Militar Ambiental) de Bataguassu constataram na tarde de ontem (20), em uma propriedade rural, localizada a 30 km da cidade, o desmatamento de matas ciliares APP (Área de Preservação Permanente) do rio Pardo, sem autorização ambiental.

O proprietário de um rancho realizou o desmatamento de uma área de 0,2 hectares da área protegida de matas ciliares do rio, com uso de uma máquina, sem a devida licença ambiental. Ele possuía a AAE (Autorização Ambiental Eletrônica), que é expedida pelo portal do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), que é retirada eletronicamente para atividades de baixo impacto e, para esses casos, a norma trata de abertura para acesso aos cursos d’água até seis metros apenas.

A máquina utilizada na degradação da área protegida foi apreendida e a atividade foi paralisada. O infrator, de 42 anos, residente em Bataguassu, foi autuado administrativamente e multado em R$ 5 mil. Ele também responderá por crime ambiental.

O autuado foi notificado a apresentar junto ao órgão ambiental estadual um Prada (Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada).

Comentários