Embarcação explode no AC e deixa 18 pessoas em estado grave, entre elas mãe e bebê

Barco explodiu no Rio Juruá, em Cruzeiro do Sul, nesta sexta-feira (7). Algumas das vítimas estão sendo encaminhadas para Rio Branco.

0
231
Gledisson Albano/Rede Amazônica Acre

Uma explosão em uma embarcação deixou 18 pessoas gravemente feridas, no final da tarde desta sexta-feira (7). O acidente ocorreu no Rio Juruá, em Cruzeiro do Sul, no interior do Acre. Inicialmente, a informação era de que havia 15 feridos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o barco transportava mercadorias, pessoas e combustível para os municípios de Porto Walter e Marechal Thaumaturgo, no interior do estado. Dentre os feridos estão uma mãe e um bebê. O barco estava saindo de Cruzeiro do Sul com destino a Marechal Thaumaturgo.

O diretor clínico do Hospital do Juruá, Marlon Holanda, informou que o bebê foi transferido para o Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), ainda neste sábado (8).

Os nomes das vítimas ainda não foi divulgado. Holanda afirmou que os pacientes estão com queimaduras de 70% a 90% da superfície corporal queimada. “Seis pessoas estão entubadas em estado gravíssimo, duas vão ser transferidas agora de manhã para Rio Branco e os outros pacientes estão em estado grave”, disse.

O comandante do Corpo de Bombeiros da cidade, capitão José Dutra de Oliveira, informou que no momento da explosão, o barco estava abastecendo.

Veja o local da explosão de embarcação que deixou feridos no Acre — Foto: Diana Yukari/G1

“Um barco que ia para Marechal Thaumaturgo [cidade do interior], de um senhor conhecido por Moreno, estava abastecendo às margens do rio, ao lado do [bairro] Miritizal, direto de um caminhão pipa, que também não sei de onde é. Aparentemente, era um abastecimento clandestino, e o barco explodiu com o pessoal que estava dentro”, contou.

Equipes do Corpo de Bombeiros fizeram mergulhos no local do acidente para tentar localizar possíveis vítimas fatais afogadas. Segundo o comandante Oliveira, nenhum corpo foi localizado e ainda não se sabe quantas pessoas estavam na embarcação no momento do acidente, já que não havia um controle de passageiros.

Explosão

João Oliveira da Silva, de 33 anos, ficou com queimaduras nas pernas, braços e mãos. Ele disse que estava com o filho no barco e não sabe se ele conseguiu se salvar.

“Não sei dizer como foi, quando vi o fogo caí na água. Tinha muita gente no barco. Deve ter morrido alguém, não tinha como sair. Não tirei nada, roupas queimaram tudo. Graças a Deus consegui sair”, lamentou.

O catraieiro Nonato Coelho estava na outra margem do rio quando houve a explosão. Ele afirmou que o motorista do carro-pipa retirou a mangueira rapidamente e saiu do local.

“Quando vimos, foi a explosão e fumaça. O caminhão estava no barranco, mas quando vi o fogo não sei nem se conseguiu puxar a mangueira, só vi que estava derramando gasolina, ele pulou dentro do carro e se mandou”, relembrou.

Investigação

A Marinha do Brasil e a Polícia Civil do Acre vão investigar as causas da explosão em uma embarcação que deixou 18 pessoas feridas, na sexta-feira (7), na margem direita do Rio Juruá, em Cruzeiro do Sul, no interior do Acre.

O delegado da cidade, Lindomar Ventura, afirmou que o inquérito vai ser instaurado ainda neste sábado (8) e que deve iniciar as oitivas das pessoas envolvidas e testemunhas na próxima segunda (10). Peritos da Polícia Civil estiveram no local do acidente para iniciar a investigação.

“A gente só está aguardando passar esse primeiro momento para começar a ouvir algumas pessoas. As vítimas ainda estão em atendimento e é importante conversar com elas para saber o que aconteceu, além das pessoas que estavam fazendo a descarga do combustível. Vamos aguardar o laudo da perícia, que deve ficar pronto em 10 a 15 dias”, afirmou o delegado.

A Marinha do Brasil informou que assim que tomou conhecimento da explosão, enviou uma equipe de busca e salvamento e de inspeção naval da Agência Fluvial de Cruzeiro do Sul, junto com uma equipe do Corpo de Bombeiros do Amazonas.

“Todas as pessoas foram resgatadas com vida e os feridos foram encaminhados ao hospital da cidade. Um inquérito será instaurado para apurar as causas, circunstâncias e responsabilidades pelo acidente”, afirmou a Marinha em nota.

Comentários