Reunião discute segurança no comércio de Bataguassu

0
618
Assecom Prefeitura de Bataguassu

Ontem, dia 20 de dezembro, às 9 horas, o prefeito de Bataguassu, Pedro Arlei Caravina (PSDB) participou de uma reunião com representantes da Associação Empresarial de Bataguassu (Aciaba), Polícia Militar, Polícia Civil e Câmara de Vereadores para discutir a respeito da segurança no comércio do município devido o registro de furtos em estabelecimentos comerciais.

No encontro realizado no gabinete municipal, o presidente da Aciaba, George Saito destacou os relatos de associados que passaram recentemente por situações de saqueamento. “Estamos preocupados com esses casos e acreditamos que o entendimento e parceria entre sociedade civil organizada, poder público e órgãos de segurança pública  podem contribuir para a resolução desse problema”, comentou o presidente.

O major da PM, Tony Oliveira assim como o delegado titular de Polícia Civil, Nilson Martins, presentes na reunião, comentaram a respeito da falta de efetivo além da situação de menores infratores, que são, de acordo com eles, responsáveis pela maioria dos registros de furtos no município. “Precisamos de mais efetivo e de vagas nas unidades que detém esses menores para que possamos encaminhar esses infratores para serem punidos e coibir esses tipos de situações”, disseram.

Só a PM, por exemplo, relatou um déficit de 12 policiais nos últimos 3 anos e informou a necessidade de pelo menos oito novos PMs para apoiar o trabalho preventivo no município. A Polícia Civil necessita de pelo menos seis policiais.

Ambos representantes também passaram dicas de prevenção às ocorrências voltadas aos comerciantes como não armazenar grande quantidade de dinheiro em caixa ou cofres; manter um sistema de vigilância interna e externa em funcionamento e que caso percebam a ação de suspeitos nas proximidades dos estabelecimentos que informem imediatamente a polícia para que as medidas cabíveis sejam tomadas.

Tanto a PM como a Civil informaram que operações especiais serão realizadas nos próximos dias, intensificando, desta forma, o policiamento no centro da cidade.

Por parte do poder público, Caravina destacou que a prefeitura está desenvolvendo um projeto que prevê o monitoramento de prédios públicos e que diante da reivindicação, fará ajustes para estender esse projeto até as Avenidas Aquidauana e Campo Grande, área central e comercial do município. “Tivemos problemas com vandalismo em prédios públicos e a ideia é fazer uma central de monitoramento e organizar  uma guarda municipal”, explicou.

O prefeito salientou que levará a demanda ao governador do Estado Reinaldo Azambuja (PSDB) pedindo providências quanto à vinda de mais policiais para apoio da segurança local e sugeriu que em curto prazo, os comerciantes façam a contratação de vigilantes particulares principalmente devido o fluxo de pessoas e circulação de dinheiro com a proximidade das festas de final de ano.

Participaram também da reunião os vereadores Denis Thomazinni e Pastor Alessandro; o delegado de Polícia Adjunto de Bataguassu, Daniel Wollz Marques além de empresários e demais policiais civis e militares.

Comentários