Chuva deixa mais de 40 famílias desalojadas no Espírito Santo

Dos 78 municípios do estado, 73 municípios foram atingidos pela chuva. Na manhã desta sexta-feira (9), serviços públicos foram suspensos e rotas do Transcol foram alteradas.

0
404
Roberto Pratti/ TV Gazeta

A chuva que  já registra 43 famílias desalojadas, nesta sexta-feira (9). Em alerta máximo de atenção, uma central de controle foi montada e serviços de órgão públicos foram suspensos e alterados.

Aracruz continua sendo o município mais atingido. Nas últimas 24 horas, foram 197,83 milímetros de chuva acumulada, fazendo o rio transbordar e deixando 10 famílias desabrigadas.

O volume de chuva é seguido por Vitória (168,12 ml) e Viana (166,57).

Posto de Controle

O Governo do Espírito Santo anunciou, na manhã desta sexta-feira (9) que um posto de controle da Defesa Civil foi montado depois dos alertas emitidos pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) e Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Ceptec) para o estado. Foram 39 alertas, 6 deles altos e 33 moderados.

Com isso, o estado está no nível máximo de alerta. O comandante geral do Corpo de Bombeiros, Marcelo D’Isep, chamou a atenção dos moradores de áreas de risco para deslizamentos de terra. Nas chuvas de 2013, das 26 mortes, 22 foram por soterramento.

Vila Velha

Em Vila Velha, 32 famílias estão desabrigadas. Com 131,64 milímetros de chuva acumulada nas últimas 24h, o município registra diversos pontos de alagamento.

De acordo com a Defesa Civil, duas residências foram interditadas, duas árvores de grande porte estão em risco de cair e duas residências estão em observação Morro do Boa Vista. As famílias foram abrigadas em uma igreja. (tem imagem no vivo do Diony)

Os vários pontos de alagamento em Vila Velha fizeram as aulas da rede pública municipal serem suspensas nos três turnos. A Universidade de Vila Velha (UVV) também suspendeu as aulas pela manhã.

Com o Hospital Maternidade Cobilândia alagado, a Defesa Civil retira pacientes usando um bote. Eles serão transferidos para outras unidades.

Defesa Civil de Vila Velha transfere pacientes de hospital alagado com bote, no Espírito Santo — Foto: Reprodução/ TV Gazeta

O Pronto Atendimento da Glória está atendendo a urgências e emergências. O PA de Cobilândia está fechado. No Centro Municipal de Atenção Secundária e Unidades de Saúde, funcionam de forma limitada porque os funcionários não chegaram. As consultas agendadas serão remarcadas.

No bairro Santa Rita, o valão transbordou e inundou as casas da região. No bairro Chácara do Conde um deslizamento destruiu uma casa. O casal foi resgatado pelos vizinhos. (foto no ESTV)

Cariacica

Em Cariacica, o acumulado de chuvas é de 162,57 milímetros, nas últimas 24 horas. A Defesa Civil registrou um rolamento de pedra na região da Serra do Anil, com duas vítimas sem gravidade. A queda de muro em um ponto de ônibus em Porto de Santana.

Foram registrados dois deslizamentos de terra, nos bairros Morada de Campo Grande e em Valparaíso. Uma árvore caiu em fios de alta tensão na Escola Alzira Ramos. EDP e Corpo de Bombeiros acionados pela responsável.

No Alto Boa Vista, famílias foram retiradas de casa por causa dos deslizamentos.Uma senhora se recusou a sair de casa. (foto ESTV)

Em Porto de Cariacica, a água alagou ruas e abriu crateras nas ruas.

Vitória

Vitória teve o segundo maior volume de chuva nas últimas 24 horas, com acumulado de 168,12 milímetros. A Defesa Civil registrou vários pontos de alagamentos. A queda de um muro na Praia do Canto, deslizamento de terra em São Pedro, Fradinhos e Santa Tereza, e deslizamento de terra com queda de muro em Ilha das Caieiras e Santo Antônio.

No bairro Santa Tereza, uma pedra também rolou. Com infiltração, o teto de uma casa pode cair em Santos Dumont.

Pedra deslizou e atingiu uma casa em Vitória, no Espírito Santo, por volta de 19h30, da quinta-feira (8) — Foto: Fabrício Christi/ TV Gazeta

Em Santa Clara, uma casa desabou e a chuva abriu uma cratera em uma rua do bairro. A família desabrigada diz que não tem para onde ir.

Com a chuva forte, o asfalto cedeu no bairro Santa Clara, em Vitória, no Espírito Santo. Uma enorme cratera se formou no meio da rua — Foto: Fabrício Cristi/ TV Gazeta

Aracruz

Com o volume de chuvas, 10 famílias ficaram desabrigadas no bairro Morobá. Elas foram instaladas em uma escola do bairro.

Foram registrados quatro deslizamentos e um escorregamento de encosta, duas quedas de muro. Um dos deslizamentos foi na ES-124 (Aracruz x Guaraná), no bairro Taquaral, com obstrução de meia pista.

(pegar fotos do ESTV)

Viana

Em Viana, o acumulado de chuva nas últimas 24 horas foi de 166,57 milímetros. Uma oficina foi parcialmente soterrada depois que um muro desabou, no bairro Vila Bethânia. (fotos no ESTV)

Linhares

Nas últimas 24 horas, o acumulado de chuva foi de 121,80 milímetros. Ruas ficaram alagadas e duas residências ficaram danificadas (fotos estv).

Santa Leopoldina

O acumulado de chuvas em Santa Leopoldina foi de 125,87 milímetros. No município uma árvore caiu sobre residências e rede elétrica. Um muro também caiu no centro da cidade.

Vargem Alta

Apesar de não estar entre os municípios que mais choveu, um muro caiu na localidade de Castelinho e derrubou uma casa, deixando uma família desalojada. Uma pedra pequena rolou próximo a residências em Jaciguá, sem danos significativos e nem vítimas.

Ibiraçu

Em Ibiraçu, o acumulado de chuvas nas últimas 24 horas foi de 164,02 milímetros. O acesso ao Hospital de Ibiraçu foi obstruído por causa de danos da chuva nas vias.

 

 

Comentários