Trump promete cortar auxílio à América Central

0
494
Divulgação

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta segunda-feira ter alertado autoridades militares e federais de patrulhamento da fronteira que uma caravana de imigrantes de Honduras a caminho dos EUA é uma emergência nacional, e que Washington começará a cortar o auxílio externo fornecido à região.

Trump, em uma série de publicações no Twitter, não forneceu mais detalhes sobre as ações de seu governo. Representantes da Casa Branca e da Patrulha de Fronteira dos EUA não responderam de imediato a pedido por comentário.

“Infelizmente, parece que a polícia e as Forças Armadas do México são incapazes de parar a caravana destinada à fronteira sul dos Estados Unidos”, escreveu Trump em publicação no Twitter, acrescentando: “Eu alertei a Patrulha de Fronteira e as Forças Armadas de que essa é uma emergência nacional”.

“Guatemala, Honduras e El Salvador não foram capazes de impedir pessoas de deixarem seus países e de entrarem ilegalmente nos EUA. Nós iremos, agora, começar a cortar, ou reduzir substancialmente, o massivo auxílio externo dado rotineiramente a eles”, escreveu Trump.

Milhares de imigrantes, em sua maioria hondurenhos, chegaram no final de semana à cidade mexicana de Tapachula, na fronteira com os Estados Unidos, após percorrerem o caminho a pé desde a fronteira da Guatemala, desafiando ameaças de Trump de que iria fechar a fronteira dos EUA com o México caso eles avançassem, assim como alertas do governo mexicano.

Policiais mexicanos com equipamentos de choque ofuscaram a chegada da caravana, mas não impediram a passagem dos imigrantes.

Comentários