Sem Messi, Argentina derrota Guatemala em amistoso nos EUA

Comandado por interino, time recheado de jovens inicia renovação da seleção

0
184
Harry How / Getty Images

Sem um treinador definido e sem o seu maior craque, o atacante Lionel Messi, a seleção da Argentina iniciou bem o ciclo de quatro anos visando a Copa do Mundo de 2022, que será no Catar. Na noite de sexta-feira (madrugada deste sábado no Brasil), no primeiro de dois amistosos nos Estados Unidos, derrotou com facilidade a frágil Guatemala por 3 a 0, no estádio Los Angeles Memorial Coliseum, em Los Angeles.

O jogo foi o primeiro teste para a dupla de treinadores formada por Lionel Scaloni e Pablo Aimar, que comandam a Argentina de forma interina. Em campo, o time se comportou bem sem a presença de Messi, que pediu para não jogar mais pela seleção neste ano, depois da campanha decepcionante do país na

Copa do Mundo da Rússia – sofreu na fase de grupos e caiu nas oitavas de final para a França.

O triunfo sobre os guatemaltecos foi construído ainda no primeiro tempo. Um dos estreantes na seleção, Gonzalo Martínez fez o primeiro gol cobrando pênalti aos 21 minutos. Lo Celso ampliou aos 35 em um chute de fora da área. Outra novidade, o atacante Giovanni Simeone (filho do técnico Diego Simeone, do Atlético de Madrid), fechou o placar aos 44 após bela jogada individual.

Além de Martínez (25 anos) e Simeone (23), as outras estreias na Argentina foram o goleiro Gerónimo Rulli (26), Renzo Saravia (25) e Exequiel Palacios (19). Estes começaram como titulares e ainda entraram Santiago Ascacibar (21), Matías Vargas (21), Alan Franco (21) e o zagueiro gremista Walter Kannemann (27).

Comentários