Ônibus com turista brasileiros cai em penhasco no Peru

Selma Diógenes quebrou braço, ombro e nariz, e o marido, Márcio Valente, sofreu algumas escoriações. Casal iria para Cusco, e ônibus capotou na Vila Marcapata, no Peru.

0
521
Reprodução

As últimas 48 horas têm sido de dor, angústia e agradecimento para os acreanos Selma Diógenes e Márcio Valente, de 23 e 29 anos, respectivamente. O ônibus em que o casal viajava para comemorar os seis meses de casados caiu em um penhasco Vila Marcapata, distrito de Cusco, no Peru. O acidente ocorreu na noite desta quinta-feira (6).

No ônibus estavam 26 pessoas, sendo que três morreram no acidente. Segundo Selma, apenas ela e o marido eram estrangeiros. O casal saiu de casa na quarta (5) e retornaria para o Acre na segunda (10).

Ao G1, nesta sexta-feira (7), Selma contou que saiu de Rio Branco por volta das cinco horas de quarta. O casal foi de ônibus até Assis Brasil, no interior do Acre, e de lá pegou um táxi para Porto Maldonado, no Peru, onde comprou as duas passagens de ônibus para Cusco.

“Estava previsto para chegarmos em Cusco às 6h. Quando deu 2h30 da madrugada, ao invés de o motorista fazer a curva, que é bem sinuosa, ele ultrapassou uma barreira. Alguns peritos disseram que ele dormiu no volante. O ônibus ultrapassou uma grade de proteção, caiu e capotou”, relembra.

Quando o ônibus parou no penhasco, Selma chamou pelo marido que a socorreu e se assustou com a quantidade de sangue que tinha no rosto da mulher. A fisioterapeuta quebrou o nariz, o ombro esquerdo e teve outras várias fraturas no lado esquerdo do corpo. Ela foi submetida a uma cirurgia nesta sexta em um hospital particular de Cusco.

Comentários