Pacaembu será 1ª casa de Felipão na busca pelo ‘penta’

Técnico é o maior campeão do torneio, com quatro taças - duas vencidas no comando do Palmeiras

0
530
LANCE!

Luiz Felipe Scolari é o técnico com mais títulos de Copa do Brasil: são quatro taças em 11 participações. Nesta quinta-feira, ele começa sua 12ª campanha no torneio tentando chegar à oitava semifinal. Às 19h15, o Palmeiras joga por uma vitória simples para eliminar o Bahia, no Pacaembu.

O duelo acontecerá no Estádio Municipal, pois o Allianz Parque vai receber nesta semana o show dos “Tribalistas”. Quando ganhou a Copa pela última vez com Felipão, em 2012, o Palmeiras não jogou nenhuma partida no Pacaembu, mesmo com o Palestra Itália em reforma.

Naquela campanha, que acabou com o título invicto, o Palmeiras teve como base a Arena Barueri. Foi ali onde o time venceu Paraná, Atlético-PR e Coritiba e ainda empatou com o Grêmio. O único jogo como mandante em 2012 que não ocorreu em Barueri foi contra o Coruripe (AL), disputado no Jayme Cintra, em Jundiaí (SP).

O time foi começar a jogar com mais frequência no Pacaembu durante o período sem o Palestra após a saída de Felipão, no fim de 2012. Ainda assim, o duelo com o Bahia nesta noite será o 50º do treinador com o Palmeiras no estádio paulistano. O retrospecto é de 20 vitórias, 16 empates e 13 derrotas.

Para conseguir a vaga nesta noite, o Palmeiras precisa de uma vitória simples – a partida de ida foi 0 a 0. Como gol fora de casa não é mais critério de desempate, qualquer empate levará a decisão para os pênaltis.

Confira o retrospecto de Felipão na Copa do Brasil:

11 participações – 85 jogos – 50 vitórias, 24 empates e 11 derrotas. Aproveitamento: 68%

2015 – Saiu do Grêmio com o time classificado à terceira fase
2014 – Grêmio foi eliminado no STJD por conta de injúrias racistas contra Aranha
2012 – Campeão com o Palmeiras
2011 – Eliminado nas quartas de final com o Palmeiras
2000 – Eliminado nas quartas de final com o Palmeiras
1999 – Semifinalista com o Palmeiras
1998 – Campeão com o Palmeiras
1996 – Semifinalista com o Grêmio
1995 – Vice-campeão com o Grêmio
1994 – Campeão com o Grêmio
1991 – Campeão com o Criciúma

Comentários